como fornecer

  • Valores da C&A

    Já faz 175 anos que nós, da C&A, acreditamos ser fundamental conduzir nossa empresa de acordo com princípios éticos e morais. Responsabilidade e transparência sempre foram imprescindíveis em nosso contato com funcionários, fornecedores, clientes e toda a comunidade.

  • Monitoramento da rede de fornecedores

    A C&A é pioneira no monitoramento de seus fornecedores e subcontratados no Brasil. Desde 1996, a companhia conta com um Código de Conduta no Fornecimento de Mercadorias, cuja aceitação, em contrato, é obrigatória e válida em todo o mundo. Em 2006, a empresa criou um sistema de auditoria em sua rede de fornecimento, cujo objetivo é coibir qualquer tipo de mão de obra irregular e buscar a melhoria contínua das condições de trabalho e das questões ambientais na sua cadeia de fornecimento. As auditorias são periódicas, sem agendamento prévio, e tem como foco verificar se as condições de trabalho são adequadas e se a legislação trabalhista é respeitada. A ocorrência de trabalho análogo ao de escravo é considerada infração inaceitável pela C&A.

    Até o início de 2015 os auditores estavam organizados dentro da SOCAM, uma empresa independente criada especialmente para o monitoramento da rede de fornecedores da C&A. Em 2015, considerando os desafios da rede de fornecimento, que extrapolam fronteiras nacionais, foi criado um departamento global, o Sustainable Supply Chain – SSC, que responde no Brasil ao Comitê Executivo e também a uma Diretoria Global.

  • Código de Conduta

    Nosso “Código de Conduta para o Fornecimento de Mercadorias da C&A” traz o padrão de conduta comercial que esperamos nas negociações com nossos fornecedores. Apesar de cada local trazer cultura, normas e valores diferentes, acreditamos que certos padrões sejam universalmente válidos e que devam ser aplicados a todas as nossas atividades comerciais.

    download do texto completo em pdf diretrizes de suporte ao código de conduta
  • Manual Boas Condições de Trabalho

    Com base em nosso Código de Conduta, bem como, na legislação vigente, criamos um Manual para nossa rede de fornecimento que conta com orientações para um ambiente justo e seguro, proporcionando condições dignas de trabalho para as pessoas que fabricam as nossas peças. Confira!

    baixe o manual

pacto

A C&A acredita que a erradicação do trabalho escravo no Brasil deve ser prioridade da indústria têxtil em todos os seus níveis de produção. Foi pensando nisso que fomos a primeira empresa a assinar o Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil. Conheça um pouco mais sobre nossa atuação a respeito desse tema aqui.

  • C&A assina Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo

    A C&A é a primeira empresa do varejo têxtil a assinar o Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil. O documento é uma iniciativa da sociedade civil, que tem como objetivo implementar ferramentas para que o setor empresarial e a sociedade brasileira não comercializem produtos de fornecedores que usaram ou usam trabalho escravo.

    A adesão da C&A reforça sua política de combate a qualquer forma de exploração do trabalhador, além da busca contínua pela promoção de condições adequadas de trabalho na cadeia.

    Com a assinatura, as empresas assumem 10 compromissos em sua gestão previstos no documento. Anualmente, as companhias farão avaliações sobre os resultados alcançados, submetendo-os ao Comitê de Monitoramento do Pacto, formado pelo Instituto Ethos, OIT (Organização Internacional do Trabalho), ONG Repórter Brasil e Instituto Observatório Social.

    A adesão ao Pacto vem se somar às ações inovadoras desenvolvidas pela C&A, por meio da SOCAM, desde 2006, e por meio de SSC, desde 2015. A companhia também é pioneira no monitoramento independente dos fornecedores.

    Compromissos do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil

    1. Definir metas específicas para a regularização das relações de trabalho nessas cadeias produtivas, o que implica a formalização das relações de emprego pelos produtores e fornecedores, no cumprimento de todas as obrigações trabalhistas e previdenciárias e em ações preventivas referentes à saúde e à segurança dos trabalhadores.

    2. Definir restrições comerciais àquelas empresas e/ou pessoas identificadas na cadeia produtiva que se utilizem de condições degradantes de trabalho associadas a práticas que caracterizam escravidão.

    3. Apoiar ações de reintegração social e produtiva dos trabalhadores que ainda se encontrem em relações de trabalho degradantes ou indignas, garantindo a eles oportunidades de superação da sua situação de exclusão social, em parceria com as diferentes esferas de governo e organizações sem fins lucrativos.

    4. Apoiar ações de informação aos trabalhadores vulneráveis ao aliciamento de mão de obra escrava, assim como campanhas de prevenção contra a escravidão destinadas à sociedade.

    5. Apoiar ações, em parceria com entidades públicas e privadas, no sentido de propiciar treinamento e aperfeiçoamento profissional aos trabalhadores libertados.

    6. Apoiar ações de combate à sonegação de impostos e à pirataria.

    7. Apoiar e debater propostas que subsidiem e demandem a implementação pelo Poder Público das ações previstas no Plano Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo.

    8. Monitorar a implementação das ações descritas acima e o alcance das metas propostas, tornando públicos os resultados desse esforço conjunto.

    9. Sistematizar e divulgar a experiência, de forma que promova a multiplicação de ações que possam contribuir para o fim da exploração do trabalho degradante e do trabalho escravo em todas as suas formas, no Brasil e em outros países.

    10. Avaliar, completado um ano da celebração deste termo, os resultados da implementação das políticas e ações previstas neste Pacto.

  • Como Fornecer?

    Para ser um fornecedor produtivo da C&A, é essencial estar de acordo com todos os nossos valores e código de conduta. Além disso, os seguintes pré-requisitos devem ser atendidos:

    1. Ter capacidade produtiva mensal superior a 40 mil peças para confecção e 15 mil peças para outras categorias.

    2. Possuir certificação ABVTEX, Alvará e AVCB.

    3. Estar em dia com os impostos.

    4. Possuir CNPJ e todos os funcionários registrados em regime CLT

    5. Não ser importador.

    6. Não possuir cadeia de lojas de varejo de confecção.

    7. O proprietário legal é quem deve participar do processo de cadastro. Representantes de venda não são permitidos.

    Para entrar em contato conosco, envie um e-mail para sourcing@cea.com.br com o formulário de Pré-Cadastro preenchido (arquivo disponível abaixo). Nossa equipe irá analisar as informações e caso haja oportunidade, entraremos em contato.

    download do formulário de pré-cadastro
  • Canal Aberto

    Além de nosso Código de Conduta para o Fornecimento de Mercadorias da C&A, acreditamos que a relação de respeito com nossos parceiros é um dos segredos do nosso sucesso. E essa preocupação fez com que oferecêssemos a eles um Canal Aberto para que se comuniquem sobre qualquer comportamento que esteja em conflito com a conduta ética de nossa empresa ou que esteja em desacordo com esse próprio Código.

    Ou seja, nossos fornecedores e subcontratados podem enviar suas mensagens, apontando desvios éticos nas relações em nossa cadeia, sejam elas C&A x Fornecedores ou Fornecedores x Subcontratados. As mensagens, via e-mail, serão tratadas de forma totalmente confidencial pelo Comitê de Ética da C&A.

    Envie e-mail para:
    canalaberto@cea.com.br
     Conheça o Código de Ética C&A

Central de Atendimento – Consultas, informações e serviços transacionais De segunda a sábado, das 8h às 22h

Capitais: 4004 0127 | Demais regiões: 0800 701 0127

SAC – Reclamações, cancelamentos e informações gerais: 0800 721 1506

Deficiência auditiva ou de fala: 0800 722 0099 Atendimento 24 horas, 7 dias por semana